domingo, 23 de dezembro de 2012

Leia o primeiro e inédito conto do dinamarquês Hans Christian Andersen


"A Vela de Sebo", o primeiro conto de Andersen


O historiador dinamarquês Esben Brage, 72, fazia uma pesquisa no arquivo público de Funen, em Odense, quando, no fundo de uma caixa, um documento amarelado atraiu sua atenção. Após dois meses de estudo, na semana passada, especialistas na obra de Hans Christian Andersen (1805-75) anunciaram que se tratava do primeiro conto escrito pelo autor.
HANS CHRISTIAN ANDERSEN
tradução HELOISA JAHN

Originais de Andersen

Martin Bubandt
AnteriorPróxima
Manuscrito de Hans Christian Andersen encontrado em arquivo público em Copenhagen, na Dinamarca
O manuscrito encontrado --e cedido pelo Arquivo Nacional da Dinamarca para esta tradução, feita diretamente do idioma original-- não saiu, porém, da pena do escritor. Trata-se de uma cópia feita por um parente da viúva Bunkeflod --figura fundamental na formação de Andersen, que a ela dedica o texto-- e entregue à família Plum, cuja genealogia Brage estudava ao fazer o achado.
*
Para a senhora Bunkeflod
com a dedicação de seu
H. C. Andersen
Aquilo chiava e fervia enquanto o fogo dançava debaixo do caldeirão; era o berço da vela de sebo --e do interior do berço cálido surgiu a vela perfeita, elegante, brilhando branca e esguia. A julgar por seu aspecto, todos os que a contemplavam se convenciam de que ali estava a promessa de um futuro feliz e radioso --uma promessa que, como todos viam muito bem, ela não deixaria de cumprir.
A ovelha --uma linda ovelhinha-- era a mãe da vela, enquanto o caldeirão onde se derretia o sebo era seu pai. Da mãe ela herdara o admirável corpo branco e uma certa noção da vida; mas do pai recebera o desejo de ter uma chama ardente, capaz de penetrar medula e ossos --e de "brilhar" vida afora.
Reprodução
Ilustração de Felipe Cohen para o conto "A Vela de Sebo", do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen
Ilustração de Felipe Cohen para o conto "A Vela de Sebo", do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen
Sim, essa era sua feição, assim ela se formara: entregara-se à vida impregnada das melhores e mais luminosas esperanças. E nela encontrara um número incrivelmente vasto de outras estranhas criaturas às quais se misturara, desejosa de aprender a conhecer a vida e, quem sabe, dessa maneira encontrar o lugar que melhor lhe correspondia.
Contudo, acreditava demais no mundo; e o mundo só se interessa por si mesmo, não quer saber de velas de sebo... Porque, incapaz de entender qual era a finalidade da vela, o mundo tratou de usá-la em proveito próprio e manuseou-a de forma errada, sem cuidado; seus dedos sujos foram manchando cada vez mais a cor imaculada da inocência, que acabou desaparecendo por completo, coberta pela imundície do mundo inteiro, com o qual a vela mantivera um contato próximo demais, ela que nunca soubera a diferença entre o sujo e o limpo... mas que mesmo assim, por dentro, continuava inocente e pura.
Os falsos amigos perceberam que eram incapazes de atingir o que havia por dentro da vela e, furiosos, descartaram-na como uma coisa inútil.
Mas a superfície externa, negra de sujeira, não deixou que os bons entrassem --os bons ficaram com medo de se contaminar com aquele pretume, não quiseram ficar manchados-- e por isso guardaram distância.
E a pobre vela de sebo ficou sozinha e abandonada, sem saber o que fazer. Sentia-se desprezada pelos bons; agora entendia que não passara de um instrumento para que os maus fossem mais fundo em sua maldade; sentiu-se, com isso, tremendamente infeliz, vendo que não dedicara a vida a nada de útil, talvez até tivesse conspurcado o que havia de melhor ao seu redor --era incapaz de compreender para que ou para onde afinal se dirigia, ou por que razão vivia neste mundo-- e estragado a si mesma e aos outros.
Cada vez mais e com maior profundidade ela refletia, mas quanto mais pensava, maior era seu abatimento, pois era incapaz de encontrar alguma coisa boa, algum sentido autêntico para sua existência --ou de divisar a meta que lhe fora destinada ao nascer. --Era como se aquela camada negra também tivesse coberto seus olhos.
Foi então que ela encontrou uma chamazinha, um pavio; ele conhecia a vela de sebo melhor do que ela própria; aquele pavio percebia as coisas com enorme clareza --inclusive através da camada externa-- e, lá dentro, encontrou uma grande bondade; sendo assim, aproximou-se dela; luminosas esperanças despertaram na vela; que se acendeu --e o coração, dentro dela, derreteu-se.
A chama explodiu, como uma tocha de júbilo num matrimônio abençoado, e tudo ao redor se iluminou e ficou claro; desvendando os caminhos para os que a levavam, seus amigos de verdade --que agora também buscavam a verdade guiados pelo clarão da vela.
Contudo, o vigor do corpo também era suficiente para nutrir e carregar a chama ardente. --Gotas e mais gotas, como sementes de uma nova vida, escorreram ao longo da vela e recobriram com sua substância --a sujeira passada.
Elas não eram apenas a matéria daquele matrimônio mas também seu enlace espiritual.
Agora a vela de sebo encontrara o lugar que lhe cabia na vida --mostrando que era uma vela de verdade, que brilhou durante muito tempo para sua própria alegria e a das outras criaturas...
+ CANAIS

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

VOTO SOCIAL 16/12 CONSELHO TUTELAR - UM ATO DE CARIDADE PARA COM AS CRIANÇAS DO NOSSO DF


ELE PRECISA DE 500 VOTOS!
VOTO SOCIAL 16/12 CONSELHO TUTELAR - UM ATO DE CARIDADE PARA COM AS CRIANÇAS DO NOSSO DF




O que é o Conselho Tutelar
O Conselho Tutelar foi criado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), instituído pela Lei 8.069, de 13 de julho de 1990. Órgão responsável por zelar pelos direitos da criança e do adolescente, o Conselho Tutelar é formado por membros eleitos pela comunidade para mandato de três anos. O Conselho Tutelar é um órgão permanente (uma vez criado, não pode ser extinto), possui autonomia funcional, ou seja, suas decisões não são subordinadas a qualquer outro órgão administrativo. Atualmente são 33 Conselhos Tutelares, distribuídos em 26 regiões administrativas, constituído por cinco membros. Em resumo, é um órgão de garantia dos direitos da criança e do adolescente, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da infância. 
Desafio:
As/Os Conselheiras/os Tutelares do Distrito Federal para o próximo mandato, triênio 2012-2015, têm o desafio de lutar pela garantia dos Direitos das Crianças e Adolescentes e avançar na construção do Sistema de Garantia de Direitos – SGD, em um processo de crescente criminalização da pobreza, das crianças, adolescentes e da Juventude. Não é um desafio fácil. Exerça seu direito de cidadania.

Ademir Pereira, Líder comunitário e catequista, ativista em direitos humanos, com experiência reconhecida na garantia dos direitos das crianças e adolescentes. Tem como compromisso exercer com responsabilidade, ética, prover e articular ações de defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes, garantindo o cumprimento e a melhoria da qualidade dos serviços, na perspectiva de inclusão social de seus usuários.
Ademir Nº 632
"É dever de todos velar pela dignidade da criança e do adolescente" Art.18.(Estatuto da Criança e do Adolescente)
Dia da eleição: 16/12/2012
Horário: 9 às 17 horas

Levar título de eleitor (independente da zona eleitoral)
 e documento de identidade (com foto)

 Locais de votação em Taguatinga:
CEF 04 de Taguatinga EQNL 05/07 AREA ESPECIAL, TAGUATINGA NORTE
CEF 08 de Taguatinga QNA 52 ÁREA ESPECIAL S/ N, TAGUATINGA NORTE
CEF 09 de Taguatinga QSD AE 02 SETOR D, TAGUATINGA SUL
CEF 10 de Taguatinga QSE 05/07 ÁREA ESPECIAL Nº 01, TAGUATINGA SUL
CEF 17 de Taguatinga EQNM 38/40 LOTE A, TAGUATINGA NORTE
EC 12 de Taguatinga QNH 06 AREA ESPECIAL, TAGUATINGA NORTE
EC 27 de Taguatinga ECNF 01/QNF 19 AE, TAGUATINGA NORTE    
CEM EIT - Taguatinga QNB 01 AE 01 SETOR CENTRAL, TAGUATINGA NORTE
CED 04 de Taguatinga EQNG 06/07 AE 20, TAGUATINGA NORTE
CED 05 de Taguatinga QNJ 56 AREA ESPECIAL N. 16, TAGUATINGA NORTE

Informações: http/www.crianca.df.gov.br

Ator Brasiliense Juliano Cazarré lança o primeiro livro de poesias, Pelas janelas



13/12/2012
correioweb
Nahima Maciel

 
O ator lança nesta quinta o primeiro livro de poesias, Pelas janelas
Recentemente, durante entrevista no programa de Jô Soares, Juliano Cazarré precisou desfiar explicações sobre sua, digamos, maturidade e felicidade. O ator foi convidado para falar sobre Pelas janelas, a estreia na poesia. O livro recém-lançado pela editora gaúcha Dublinense contém 53 poemas escritos entre 2007 e 2008 e duramente trabalhados e burilados. Não, esclareceu Cazarré durante o programa global, eles não foram escritos por um adolescente e reunidos em um volume nostálgico. São fruto de um momento maduro, uma observação do mundo aperfeiçoada pela condição cênica da vida do autor. E não, eles não tratam de dores profundas. Cazarré não é um beatnik, não gosta de beber até tarde, pratica esportes e tem muito cuidado com a alimentação. “Às vezes, penso que sou muito feliz para ser artista porque não tenho essa dor do mundo”, repara. “Foi um livro pensado, não é um apanhado de poemas de adolescente.”

Em Brasília para passar as festas de fim de ano e descansar dos meses de gravação de Avenida Brasil e do longa Serra pelada  (dirigido por Heitor Dhalia), Cazarré vai aproveitar para lançar o livro nesta quinta-feira (13/12) à noite na Livraria Cultura (Iguatemi). Será o primeiro passo brasiliense dessa coletânea nascida em São Paulo e ancorada no desejo de enxergar o mundo para além do próprio umbigo. “Depois que defini o tema das janelas, foi muito bom, ele guiou minha busca. Mas também acho que observo bastante o mundo e observar é uma coisa que a gente faz pela janela”, conta. “Escrevi os poemas numa época em que eu morava em São Paulo, uma época em que estava pobre de janelas e isso sensibilizou meu olhar. Lembro que saía na rua e o olho nunca fazia foco em uma coisa longe porque logo tinha uma coisa perto, uma parede, uma obra.”

Leia poema de Juliano Cazarré.

A janela de Borges

Uma janela de frente para outra igual a ela

Como dois espelhos a se refletir infinitamente.

Um homem debruçado em seu parapeito veria.

À sua frente, seu duplo a mirá-lo à janela.

Uma janela com vista ao labirinto

Onde Teseu encontra Astérion dormindo

E com um punhal de prata, punhal argentino,

Extermina o Minotauro sem ser combatido.

Uma janela de cristal de onde se vê o todo do mundo:

O populoso mar, a aurora e a tarde, um tigre, uma teia

De aranha no centro de uma pirâmide, um rei banguela.

Onde antes havia uma árvore, vê-se um círculo de terra.

Dessa janela de cristal é possível ver Londres e Genebra,

De onde Borges observa Borges cego em sua biblioteca.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

LÊ PRA MIM?: Giulieny Matos lendo para as crianças

LÊ PRA MIM?: Giulieny Matos lendo para as crianças


LÊ PRA MIM?: Giulieny Matos lendo para as crianças

Olá Sônia olá Marcelo!
Foi uma grande honra participar com vocês do projeto "-Lê pra mim?". Quero agradecer o carinho de vocês e de todos que participaram no dia do evento!
Gostaria de partilhar com o público querido a seguinte notícia:
Obra de autora brasiliense de literatura infantil é selecionada pela Secretaria de Educação de São Paulo para compor acervo das escolas públicas de 2013
Saiba mais http://giulienymatos.blogspot.com.br/2012/08/obra-de-autora-brasiliense-de.html
Abraços derretidos,
Giulieny Matos
Autora "A Menina Derretida", RHJ, Luna Vicente
Membro dos Sindescritores/DF
Projeto Também Quero Ler!
giulienymatos.blogspot.com
giulieny.autora@gmail.com
Facebook: Giulieny Matos
TIM 61 - 8131 6214

LÊ PRA MIM?: Giulieny Matos lendo para as crianças

LÊ PRA MIM?: Giulieny Matos lendo para as crianças

Olá Sônia olá Marcelo!
Foi uma grande honra participar com vocês do projeto "-Lê pra mim?". Quero agradecer o carinho de vocês e de todos que participaram no dia do evento!
Gostaria de partilhar com o público querido a seguinte notícia:
Obra de autora brasiliense de literatura infantil é selecionada pela Secretaria de Educação de São Paulo para compor acervo das escolas públicas de 2013
Saiba mais http://giulienymatos.blogspot.com.br/2012/08/obra-de-autora-brasiliense-de.html
Abraços derretidos,
Giulieny Matos
Autora "A Menina Derretida", RHJ, Luna Vicente
Membro dos Sindescritores/DF
Projeto Também Quero Ler!
giulienymatos.blogspot.com
giulieny.autora@gmail.com
Facebook: Giulieny Matos
TIM 61 - 8131 6214

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Troca de Figurinhas: CATEDRAL DE BRASÍLIA seja um guia turístico!

Seja você um guia turísitco da na sua cidade...

A Catedral de Brasília é o local mais visitado pelos turistas.
Sempre que levar alguém lá, você mesmo pode ser o guia turísco com as informações oferecidas no texto abaixo!

Troca de Figurinhas: CATEDRAL DE BRASÍLIA: Nós estamos na porta da Catedral Metropolitana de Brasília Nossa Senhora Aparecida! Acompanhe-me nesse guia turístico no monumento d...

Troca de Figurinhas: Projeto "Lê pra Mim?" de 6 a 12/10 em Brasília

Troca de Figurinhas: Projeto "Lê pra Mim?" de 6 a 12/10 em Brasília: Imperdível em Brasília  de 6 a 12 de outubro  no Museu dos Correios!!! Projeto "Lê Pra MIM?" PRÓXIMAS EDIÇÕES ...

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Curso gratuito para familiares e responsáveis sobre prevenção de acidentes com crianças

Proteger quem a gente ama é muito importante, e por isso a CRIANÇA SEGURA desenvolveu um curso que vai ensinar a prevenir acidentes e proteger as crianças de riscos como atropelamentos, sufocações, quedas, queimaduras e outros.
Sobre o Curso
• Realizado totalmente pela internet;
• Inclui atividades lúdicas para interação com a criança;
Este curso é destinado a:
Pais, avós, tios, babás e todos aqueles que cuidam de crianças e desejam aprender como prevenir acidentes.
Como participar?
Inscrições: até 16 de setembro
Início do curso: 26 de setembro
Carga horária: 24 horas
Vagas: 400


Por Mauricéia Lopes

Receba coleção de livros infantis grátis em sua casa


Para receber a sua, COMPARTILHE ESTA IMAGEM e depois acesse http://www.itau.com.br/ itaucrianca/ ou


 http://bit.ly/ 
LivrosItauGratis - Para receber outras amostras curta www.facebook.com/ amostrasebrindesgratis Se você já recebeu ajude a divulgar para seus amigos pedirem também!
 

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

2º ano Academia de Letras do Brasil - DF 2012 - Posse aos novos Imortais e criação do Núcleo Jovem

             Um orgulho para Brasília, a Academia de Letras do Brasil/DF comemorou seu aniversário com muita gala em 23 de agosto no auditório Tom Jobim do Parlamundi (SGAS, Quadra 515).Foi uma festa imperdível, coroada com a posse de oito escritores que se tornaram os mais novos Imortais da capital da República.
 
Trazendo uma rica bagagem de obras com reconhecimento nacional e por vezes internacional no campo da literatura, da poesia, das artes cênicas, tornaram-se Acadêmicos os escritores:

1-PAULO DINIZ -
PATRONO- JOÃO DA ROCHA MOREIRA
2-CINTHIA KRIEMLER -
PATRONO- MACHADO DE ASSIS
3-CLOTILDE CHAPARRO-
PATRONO-ORÍGENES LESSA
4-CRISTIANE SOBRAL-
PATRONO OLIVEIRA SILVEIRA
5-MÔNICA DAMASO-
PATRONO-MAURÍCIO RIBEIRO
6- NENA MEDEIROS-
PATRONO-MANOEL AMBRÓZIO DE MEDEIROS
7- RICARDO FERRER-
PATRONO- OLIVEIROS VILAÇA
8-VÍTOR GOMES PINTO-
PATRONO-- MOACYR SCLIAR

AUTORGA DE TÍTULOS:

DOUTOR EM FILOSOFIA UNIVERSAL-PHI FILÓSOFO IMORTAL-HONORIS CAUSA-   AO IMORTAL NESTOR KIRJNER
MEMBRO BENEMÉRITO: AO ESCRITOR E ATOR MARCO ANTUNES

HOMENAGEM ESPECIAL                                                                                                                                  
À IMORTAL MANUELA CACILDA LOPES                                                           
À IMORTAL EDYLSIA SIMAS

À PRODUTORA CULTURAL
ROBERTA DOELINGER
 
HOMENAGEM PÓSTUMA                                                                                                        À ESCRITORA IMORTAL STELLA RODOPOULOS, FALECIDA NO DIA 23 DE JANEIRO DE 2012

CERTIFICAÇÃO AOS PRIMEIROS INTEGRANTES DO NÚCLEO JÓVEM DE LETRAS E ARTES DA ALB/DF

1-AMANDA VON DOELINGER
2- ARISSON TAVARES DA SILVA
3- SILVANO JÚNIO VELOSO DE MATOS
4- MATHEUS BESSA FREIRE ROLIM
5-AMANDA XAVIER DA SILVA
6-ANA BEATRIZ ARAÚJO SILVA
7-CARLOS WILLIAM ARAÚJO SILVA
8-DÉBORA MONTEIRO SIMÕES
         
Sob a presidência de Vânia Moreira Diniz, a Academia é um símbolo da nossa cultura, já com uma larga folha de serviços prestados à população. Este ano, por exemplo, foi uma das promotoras da 1ª. Bienal do Livro e da Leitura na Esplanada dos Ministérios.
 
Ao seu lado esteve presente Dr.Mário Carabajal, presidente da Academia de Letras do Brasil, entidade nacional à qual pertence a ALB/DF.
 
Na programação apresentou-se o talentoso Coral Alegria.




Obra de autora brasiliense de literatura infantil é selecionada pela Secretaria de educação de Sao Paulo para compor acervo das escolas públicas de 2013

A Menina Derretida na Lista de livros que farão parte do currículo do cliclo I em 2013.

A obra de arte "A Menina Derretida", de Giulieny Matos, de Brasília, ilustrada pela Artista plástica curitibana residente em Sao Paulo, Luna Vicente, editada pela Editora RHJ de Belo Horizonte, está comemorando sua escolha pela secretaria de educação de Sao Paulo... 
Fonte: Site da Secretaria de Educação de São Paulo

Lista de livros que farão parte do currículo do cliclo I em 2013 já pode ser consultada

Obras farão parte do projeto Livros na Sala de Aula e são indicadas para os anos iniciais do Ensino Fundamental
Já está disponível para consulta a relação de livros que irão compor o currículo escolar do 1º ao 5º ano Ensino Fundamental em 2013. Para integrar a lista da Secretaria da Educação, as obras inscritas em chamada pública foram selecionadas e avaliadas pela equipe da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB).
Cerca de 1500 livros foram analisados pela equipe da Secretaria, entre mais de 2,2 mil obras inscritas no processo de seleção. O trabalho resultou na indicação de 675 títulos para alunos e outros 30 para professores do Projeto Livros na Sala de Aula.
- Confira a relação de livros selecionados para alunos (A Menina Derretida está aqui!!!!)
Os títulos estão organizados por acervos do 1º ao 5º ano e, também, para as classes de Recuperação Intensiva. O objetivo da ação é atender vários procedimentos didáticos, visando o trabalho com a leitura em sala de aula. Os quantitativos de cada título serão disponibilizados às editoras no momento da negociação.
Leia também:
Facebook: Giulieny Matos
Autora "A Menina Derretida", RHJ, Luna Vicente
Membro dos Sindescritores/DF
giulienymatos.blogspot.com

A Menina Derretida na Lista de livros que farão parte do currículo do cliclo I em 2013


 "A Menina Derretida", livro de Giulieny Matos, de Brasília, ilustrado pela Artista plástica curitibana residente em Sao Paulo, Luna Vicente, editada pela Editora RHJ de Belo Horizonte, está comemorando sua escolha pela secretaria de educação de Sao Paulo... Obras farão parte do projeto Livros na Sala de Aula e são indicadas para os anos iniciais do Ensino Fundamental
Já está disponível para consulta a relação de livros que irão compor o currículo escolar do 1º ao 5º ano Ensino Fundamental em 2013. Para integrar a lista da Secretaria da Educação, as obras inscritas em chamada pública foram selecionadas e avaliadas pela equipe da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB).
Cerca de 1500 livros foram analisados pela equipe da Secretaria, entre mais de 2,2 mil obras inscritas no processo de seleção. O trabalho resultou na indicação de 675 títulos para alunos e outros 30 para professores do Projeto Livros na Sala de Aula.
Os títulos estão organizados por acervos do 1º ao 5º ano e, também, para as classes de Recuperação Intensiva. O objetivo da ação é atender vários procedimentos didáticos, visando o trabalho com a leitura em sala de aula. Os quantitativos de cada título serão disponibilizados às editoras no momento da negociação.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

"Arraiá entre vizinhanças", é sucesso em São Sebastião realizado por Gersion de Castro











O evento "Arraiá entre vizinhanças" é uma ação que, como Agente Cultural e Agente da Mala por opção, desenvolvemos há 5 anos entre tantas outras no decorrer de pelo menos 16 anos junto a Gerência da Mala do Livro e agentes comunitários da Mala do Livro tanto de São Sebastião como em outras cidades do DF, pois é uma das formas, como artista, como Agente Cultural, Educador e Moderador de Leitura, acredito como também tenho a convicção que todos que colaboram voluntariamente com a Mala do Livro como Agentes Comunitários, um meio de valorizar não só nossa Comunidade, mas também difundir a grandiosa proposta da Mala do Livro e da leitura e que chegue ao alcance  da comunidades carentes de arte, de leitura, de lazer, isso é que chamamos de dinamização.

Já convivo, como artista, como agente cultural, como agente da Mala e como parceiro, junto com  equipe da Mala do Livro há mais de quinze anos e espero que sempre estejam presentes em propostas populares como essas que tem apenas, como cunho cultural, social e educativo, unir e somar juntos com Agentes locais, dentro de um objetivo: Educar.

O evento a cada ano reúne todo ano Agentes da Mala do Livro e crianças assistidas pelas bibliotecas domiciliares e ainda com especial presença e apoio da Equipe e Gerência da Mala do Livro. Por isso nosso Especial agradecimento a todos pela presença e atuação em nossa Festa.

Contaremos sempre com presença e parceria da Mala do Livro, dos agentes e todos parceiros locais e convidados, pois é um evento coletivo de somas de esforços em todas edições do evento que já ocorreram, senão não teria sentido sermos Agentes da Leitura e parceiros no que acreditamos.

Tivemos artistas plásticos, músicos, teatro de bonecos, moderadores da leitura (Agentes da Mala do Livro), artesãos, dançarinos, participação da vizinhança e muito mais.
Segue nossos elogios aos profissionais da Mala do Livro da Secretaria de Cultura, ao Motorista e todos que somaram para que nossa atividade acontecesse. 

Seguem fotos da atividade do 5° Arraiá.

Atenciosamente,

Gersion de Castro
Artista Plástico, Poeta, Ente e Agente Cultura
Ateliê Cultural Cactus

terça-feira, 24 de julho de 2012

5° ARRAIÁ ENTRE VIZINHANÇA EM SÃO SEBASTIÃO DF


O Ateliê Cultural Cactus e OnG Companheiros das Américas e parceria com vizinhança do Setor Tradicional, Gerência da Mala do Livro, equipe e agentes da Leitura da Mala do Livro de São Sebastião, Pontos de Cultura, Instituições Sociais, Administração Regional, Polícia Militar e participação espontânea de artistas de São Sebastião e convidados de outras localidade, realizamos o Arraiá entre Vizinhança que é um evento sócio-educativo e cultural sem fins lucrativos, que já está seu 5º ano sem nenhum apoio financeiro, mas contanto com parceiros que juntos fazem com que o evento aconteça, envolvendo jovens, crianças e comunidade em geral,num evento multi-área, desta forma, solicitamos apoio do Núcleo de Contrapartidas no sentido de disponibilizar artistas do Banco de Contrapartidas para apresentações gratuitas a comunidade no evento mencionado como: artistas de rua, circo, teatro, música, folclore, forró, bonequeiros,contadores de história, uma vez que o evento prima pela difusão, fomento, democratização da arte onde ainda é muito carente de acesso a cultura.
Segue programação proposta para o dia do evento que acontece dia 28 de julho de 2012, na Rua 42 Setor Tradicional de São Sebastião: 

As atividades do evento comunitário está dividido em dois blocos como segue:
Local: Rua 42 (esquina do Ateliê Cultural Cactus)
1- Horários e atividades previstas das 8h às 18h:
- Roda de Leitura com presença equipe da Gerência da Mala do Livro da Secretária de Cultura do DF e participação de voluntários da Mala do Livro;
- Participação de artistas e parceiros do Instituto Acesso;
- Encontro dos Agentes Comunitários de São Sebastião da Mala do Livro;
-Teatro infantil;
-Contador de história;
-Ensaio aberto de Judô com atletas do projeto Judô com Tranquillini;
-Música;
-Dança
-Apresentação de dança de Forró do projeto Morena Flor;
-Apresentação de balé clássico com jovens do projeto Garatuja;
-Brincadeiras diversas;
-Oficina da Cor, oferecida pelo Ateliê Cactus;
-Atelier livre com artistas plásticos convidados;
-Oficina de arte com Grupo de Artes Visuais do Instituto Metamorfose;
- Fim de Tarde com Arte com atividades sócio-educativas e exposição de arte;
- Participação de integrantes do Projeto Picasso não Pichava da Secretaria de Segurança Pública com: artistas plásticos, grafiteiros e outros.

2- A partir das 20h em continuidade às atividades teremos a Festa Comunitária V Arraiá entre Vizinhança, voltada aos moradores das Ruas 41, 42 e Contorno do Parque, com apresentação de dança, música, teatro.
 O 5°  Arraiá entre vizinhança é um evento comunitário sócio-cultural, educativo, sem fins lucrativos e totalmente voluntário, com atividades no decorrer do dia 28 de julho, das 8h às 18 horas da manhã, para público infantil e comunidade de um modo geral e a partir das 20h horas, festa de confraternização familiar, com vizinhança das ruas 41, 42 e Contorno do Parque, tendo como parceiros o Programa Mala do Livro da Secretaria de Cultura, Companheiros das Américas/Comitê Brasília/DF/Washington-DC-EUA, entidades sociais da cidade, artistas de São Sebastião e do DF e vizinhança local, com iniciativa do Ateliê Cultural Cactus e vizinhança local, constituído de um verdadeiro encontro das artes e confraternização entre parceiros de ações sociais, comunidade e governo.
Lembramos que já providenciamos envio de documentos para outros órgãos como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e SLU, que em conjunto com Administração Regional de São Sebastião, têm nos apoiado em todos os anos do evento.
             Como em todo estes anos, estamos prontos para uma ação parceira da Gerência da Mala do Livro e Equipe para que possamos divulgar e valorizar não só a existência do programa Mala do Livro, mas também os vários Agentes que acreditam nesta proposta.

Atenciosamente,

Gersion de Castro
Presidente dos Companheiros das Américas-Comitê Brasília, DF/Washington, DC
Artista Plástico Profissional
Ente e Agente Cultural do DF
Agente da Mala e Colaborador 

Contato: 3325-6132 (FAC)
              8511-4936                                           PROGRAMAÇÃO GERAL

5° ARRAIÁ ENTRE VIZINHANÇA
Festa Cultural Coletiva
Rua 41, 42 e Contorno do Parque

DIA 28 DE JULHO DE 2012 (Sábado)
TRAGA A FAMÍLIA
ESQUINA RUA 42 SETOR TRADICIONAL

Ateliê Cultural Cactus - Gersion de Castro - Rua 42 Casa 61 Setor Tradicional


9h às 18h – Atividades Culturais com leitura, Apresentação do Grupo de Teatro Bagagem Cia de bonecos do Gama, oficinas de artes plásticas, artesanato e confecção de bonecos com papel marche, teatro infantil, Contadores de história, Roda de leitura com grande encontro de Agentes da Mala do Livro de São Sebastião e presença equipe Gerência da Mala do Livro da Secretaria de Cultura.

20h – NOSSA FESTA COMUNITÁRIA ENTRE VIZINHANÇA COM APRESENTAÇÃO DE DANÇA, MÚSICA AO VIVO E MECÂNICA

Pessoá, vai tê arte e arrastapé e muita comilança na rua 42!!!

Como contribuir:

Segue abaixo lista de exemplos de pratos, bebidas, objetos que podem ser trazidos e outras formas de apoio:

- Canjica de amendoim, canjica de côco, torta salgada, bolo de milho, pamonha, curau, cocada, paçoca, pé-de-moleque, bolo de mandioca, pão-de-queijo, pastel, chocolate quente, cachorro quente, sangria, galinhada, refrigerante (coca zero, coca-cola, guaraná, fanta uva, fanta laranja) , sucos, garfos, guardanapos, pratos descartáveis);


PROGRAMAÇÃO:

9h – 13h  - Encontro de Agentes Comunitários da Mala do Livro de São Sebastião e Presença da Gerência e Equipo da Mala do Livro da Secretaria de Estado de Cultura / Apresentação de Teatro de Bonecos da Cia de Bonecos Bagagem do Gama / Artesanato com Cida da Vila do Boa / Oficina de Papel marche com Arte-Educadora Isabel de Castro / Contadora de História Gaby  / Ateliê Livre com Artistas Plásticos Convidados / Iniciação da Oficina da Cor com Gersion de Castro.

13h – Intervalo para almoço

14h – 18h – Encontro de Agentes Comunitários da Mala do Livro de São Sebastião / Oficina de artes Plásticas com Chico Metamorfose e Grupo de Artes Visuais do Instituto Metamorfose Cidadão com Profissão de São Sebastião /  Apresentação aberta de jovens do Judô com Tranquillini.

20h – Festa Comunitária dos Moradores da Rua 41, 42 e Contorno do Parque do Setor Tradicional com apresentações dança de forró, música ao vivo e mecânica.

TODOS ESTÃO CONVIDADOS, A RUA E A FESTA SÃO NOSSAS!!!  BOA
DIVERSÃO!!!

ATRAÇÕES DA NOITE:

- Grupo Violeiros Peregrinos / Cia de Dança Morena Flor / Grupo de Forró de Flávio Gaio                                                 
 COMO AJUDAR?
ESTEJAM A VONTADE PARA DOAÇÕES E CONTRIBUIR COM COMIDAS TÍPICA E REFRIGERANTE!!!
TODOS ESTÃO CONVIDADOS, A RUA E A FESTA SÃO NOSSAS!!!

AGRADECIMENTOS AOS PARCEIROS, VOLUNTÁRIOS E ARTISTAS:

Administração Regional de São Sebastião / Agentes Comunitários da Mala do Livro de São Sebastião / Artesã Cida da Vila do Boa / Ateliê Cultural Cactus / Ateliê Hosana Bezerra  / Ateliê Marcos Araújo / Batalhão da Polícia Militar de São Sebastião – 21° BPM / Grupo de Teatro Bagagem Cia de Bonecos do Gama / Cia de bonecos e contadores de História com Arte-Educadora Isabel de Castro / Cia de Dança Morena Flor – Produções & Eventos / Companheiros das Américas – Comitê Brasília, DF/Washington, DC – Subcomitê de Artes
Galeria de Arte do Templo da Boa Vontade – TBV / Gerência e Equipe da Mala do Livro da Secretaria de Estado de Cultura do DF / Grupo de música Violeiros Peregrinos / Grupo de sonorização do Tradicional / Instituto Acesso de São Sebastião / Instituto Metamorfose – Cidadão com Profissão e Grupo de Artes Visuais / Moradores da Rua 41, 42 e Contorno do Parque.

ORGANIZAÇÃO E INFORMAÇÃO:
Ateliê Cultural Cactus Gersion de Castro
Rua 42 Casa 61 Setor Tradicional – São Sebastião


Atenciosamente,

Gersion de Castro Silva
Artista Plástico
Presidente
Companheiros das Américas-Comitê Brasília/Washington-DC-EUA

segunda-feira, 23 de julho de 2012

domingo, 22 de julho de 2012

Biblioteca popular nos pontos de ônibus de Brasília completa cinco anos


Notícias - Notícias da ONG
Escrito por Ascom T-Bone   
Para comemorar a data, a coordenação do Açougue T-Bone irá realizar no próximo dia 26 encontro cultural, a partir das 19 horas, em formato mais intimista como ocorria no início das atividades culturais há dezessete anos. Na ocasião ocorrerá bate-papo literário com os poetas Nicolas Behr, Vicente Sá, Fabrízio Morelo, Paulo José Cunha e a poetisa Amneres, todos integrantes do Movimento Viva Arte.

O aniversário não poderia faltar música.  Renato Matos,  cantor e compositor considerado o pai do reggae de Brasília cantará algumas de suas músicas no evento. Além dele, a festa conta com  participação do mímico e ator Miquéias Paz.

Participe da festa em comemoração aos cinco anos do projeto.  Em julho de 2007,  o Açougue Cultural deu início ao Projeto Parada Cultural – Biblioteca Popular com o empréstimo gratuito de livros aos usuários do transporte coletivo no ponto de ônibus localizado na quadra 712 na avenida W3 Norte e graças ao sucesso da iniciativa e ao apoio da comunidade e de empresas e instituições que acreditam na ideia, como a Petrobras, a Fundação Banco do Brasil – FBB, a Unesco, a Biblioteca Demonstrativa e a da UnB,  o projeto funciona em 36 pontos de ônibus e empresta diariamente cerca de mil exemplares.

Estação Cultural
Devido ao resultado positivo da iniciativa de disponibilizar livro sem nenhuma burocracia nos pontos de ônibus, no dia 15 de maio deste ano a entidade lançou a segunda fase do projeto: as Estações Culturais.

Estação Cultural é uma tecnologia social de incentivo à leitura e agora também de inclusão digital, por meio da internet livre.  O serviço de internet e empréstimos de livros está disponível nas três Estações Culturais inauguradas, localizadas nas paradas de ônibus do Setor Bancário Sul (Estação Galerias) e nas quadras 712 e 512 da Avenida W3 Norte. Em outras quadras - 714 e 514 e 516 - da mesma avenida,  está previsto nessa primeira fase o empréstimo de livros.

Confira os participantes do aniversário de cinco anos da Biblioteca Popular:


Renato Matos  - Cantor, compositor, instrumentista e pesquisador musical. Baiano de Salvador, onde iniciou sua carreira artística como artista plástico e 'performer'. Chegou em Brasília em 1974, onde logo se envolveu com o movimento cultural da cidade, com forte inclinação para a música. Foi o primeiro artista a cantar em 1977, no "Concerto Cabeças", movimento que é marco cultural em Brasília. Em 1980 gravou o compacto "Grande Circular". Em 1984 esteve na Suíça e Paris, representando o Brasil no Festival Internacional do Folclore de Trípoli, Líbia. Passou o ano de 1986 nos EUA freqüentando os cursos livres de música na Universidade Berkeley, Boston, e se apresentando em Nova York, enquanto no Brasil Léo Jaime gravou sua música "Um telefone é muito pouco". Retornando a Brasília, entre 1987 e 1992 juntou- se ao grupo 'Trem das cores', formou a banda 'Acarajazz', cantou com Cássia Elle, gravou o LP Plug, se apresentou com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, gravou o LP 'Afterreggae' e participou do projeto 'Made in Brasília'.

 
Vicente Sá - Nascido em Pedreiras, no Maranhão, o poeta Vicente Sá cresceu em Brasília e, segundo ele, adotou e foi adotado pela cidade. Tem seis livros publicados e está trabalhando em outro, que deve lançar ainda este ano. Como letrista, já teve suas músicas gravadas por Liga Tripa, Célia Porto, Aloísio Brandão e Goya, entre outros. Atualmente tem vários parceiros músicos na cidade, como Sérgio Duboc, Aldo Justo, Flávio Faria, Goya, Aloisio Brandão e Lucina. Para se sustentar, trabalha também como jornalista e roteirista, mas se considera principalmente e essencialmente poeta.


Nicolas Behr - Nikolaus von Behr nasceu em Cuiabá, Mato Grosso, em 1958. Estudou o primário com padres jesuítas, em Diamantino-MT, onde os pais eram fazendeiros. Mora em Brasília desde 1974. Em 77 lançou seu primeiro livrinho e “ best seller” Iogurte com Farinha, impresso gloriosamente em mimeógrafo nas dependências do Colégio Setor Leste, quando da morte de Elvis Presley, exatamente um ano após a morte de Juscelino Kubitschek. De mão em mão vendeu 8.000 exemplares. Em 1978, após lançar Grande Circular, Caroço de Goiaba e Chá com Porrada, foi preso pelo DOPS por “ posse de material pornográfico” ( na verdade, também por suas atividades políticas no movimento estudantil ) sendo julgado e absolvido no ano seguinte. Em 1982 criou, juntamente com Zunga e Lacerda, o MOVE – Movimento Ecológico de Brasília – primeira ONG ambientalista da capital federal. Em 1987 morou em Washington DC, EUA, vindo a trabalhar na FUNATURA – Fundação Pró-Natureza de 1988 a 1990. De lá pra cá dedica-se à produção e comercialização de mudas, seu antigo “ hobby”, sendo pioneiro na produção de mudas de espécies nativas dos cerrados, especializando-se em palmeiras e em frutas e árvores raras. Voltou a publicar seus livros de poesia a partir de 1993, com Porque Construí Braxília.


Miquéias Paz O mímico Miquéias Paz começou a carreira em Brasília em 1980, se apresentando em teatros de ruas, praças e esquinas. Nestes 30 anos, participou de vários espetáculos como ator, e como mímico já foi aplaudido em vários festivais nacionais e internacionais, em incontáveis cidades do Brasil e em 14 países diferentes. Atualmente, está envolvido no Viva Arte e em outros projetos do Açougue Cultural T-Bone.


AmneresAmneres é poeta, jornalista e funcionária pública. Licenciada em Letras Clássicas e Vernáculo com bacharelado em Comunicação Social, ambos pela Universidade de Brasília (UnB). Publicou Emquatro (em parceria com três poetas brasilienses, 1985), Pedro Penseiro (novela, 1980), Humaníssima Trindade (1993), Rubi (1997), Razão do Poema (2000), Entre Elas (2004), Eva (2007) e Diário da Poesia em Combustão e Poesia em Tempo Real (2010). Mantém o site http://www.poesiaemtemporeal.com/


Paulo José Cunha Poeta, jornalista, publicitário e escritor. Nasceu no dia 25 de fevereiro de 1951, no Rio de Janeiro (RJ). Com ascendência familiar piauiense, residiu, estudou e desenvolveu atividades literárias e culturais neste estado. Também cinegrafista amador, classificou-se no Festival de Vídeo de Teresina, promovido pela Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FCMC), além de ter trabalhado como repórter de O Globo, Jornal do Brasil e Rede Globo de Televisão, em Brasília, apresentando o programa televisivo “Bom Dia Brasília”.


Fabrízio Morelo Poeta, compositor e advogado em Brasília. Nascido na Asa Norte no verão de 1974, passou toda sua infância e juventude morando na 103 sul, onde conheceu o bandolinista Hamilton de Holanda com quem fez seus primeiros sambas. Em 1999, depois de se formar em Direito retirou-se para Minas Gerais e viveu durante um ano numa comunidade rural de 256 habitantes chamada Beija-flor, no município de Tocantins. Na ocasião foi convidado para assumir a Secretaria de Cultura da cidade. Exerceu a função por dois anos e retornou a Brasília em meados de 2002. No seu trabalho de composição tem parcerias em Brasília com Sérgio Duboc e Vicente Sá, Hamilton de Holanda, Luis Turiba, Renato Matos, Paulo Djorge e em Minas com Warley Henrique, Tino Fernandes, Eliasar Júnior, dentre outros. Em 2011 lançou tediário seu primeiro livro de poemas.

Saiba mais sobre o projeto e também sobre os participantes do aniversário da Biblioteca Popular no blog do Movimento Viva Arte http://www.movimentovivaarte.com.br

Serviço
Data: 26 de julho de 2012
Local: Açougue Cultural T-Bone
Indicativa Livre
Horário: a partir das 19 horas
Informações: Luiz Amorim (61 9555-2783 / 3963-2069) Francisca Azevedo (Assessora de Imprensa - 61 8432-3669)
Entrada Franca